Palestra realizada no Agile Brazil 2014 onde relato como utilizei Management 3.0 e Métodos ágeis no ensino de ciência da computação em disciplinas de graduação e pós graduação.0

Palestra ministrada no Agile Brasil 2013 .

Relato de experiência que mostra como podemos levar os valores e princípios do Manifesto Ágil para além do contexto do desenvolvimento de software ( sala de aula, vida).Além de levar práticas dos processos ágeis, como planejamento, retrospectivas, feedbacks contínuos e usar ferramentas de educação a distância para promover uma maior fixação das práticas ágeis.

O ensino de metodologias ágeis seja em cursos, faculdades e/ou treinamentos tem seguido uma mesma dinâmica, slides, exposição de conteúdo e práticas. A proposta aqui foi diferente.Instigar os alunos a sentirem na pele a dificuldade da cultura ágil.
O ensino de qualquer disciplina em colégios ou faculdades também segue um modelo de professor ensina, aluno faz exercícios, provas, onde se tem uma sequência linear parecida com o modelo cascata onde não é dado chances de melhorias nas etapas que passaram.

Foi criado uma ambiente que proporcionasse a formação de uma cultura de ensino e aprendizado por parte de todos tendo com ponto forte uma base em cima dos valores e principios do manifesto ágil onde se pode fazer todos sentirem na prática como é difícil mudar uma cultura , ainda mais dentro de um modelo tradicional como é o modelo educacional em uma faculdade.

Foi usado o modelo em mais de 5 disciplinas diferentes desde Introdução à Computação, Sistemas Operacionais e Análise de Algoritmos em cursos de graduação até à própria disciplina de Introdução as Metodologias Ágeis dentro de um curso de pós graduação em desenvolvimento Ágil.

Será mostrado como fazer planejamento, ter feedback continuo, forçar uma interação maior entre as pessoas, se ter uma participação coletiva , forçar o comprometimento de professores e alunos promovendo uma melhora no processo de ensino e aprendizado.

Como as retrospectivas (Escolhida a técnica dos 6 chapéus do pensamento), podem realmente promover a melhora contínua e evoluir o processo de ensino e aprendizado baseando-se em inspeções e adaptações frequentes em cima dos resultados.

Aulas divididas em iterações, avaliações feitas de forma iterativas e incrementais, dando como exemplo : Trabalho passado pra entregar em 15 dias, se o aluno entrega em 2 , o professor corrige já dando o feedback e nota, dando chance de o aluno refazer e melhorar quantas vezes for possível até a data da entrega

Funcionou ? Conseguimos aprender mais ? Ensinar mais?

https://pt.slideshare.net/mobile/ariamaral/ensinando

Deixe um comentário